Chamonix – França

A Cidade fica aos pés do Montblanc, o cume da Europa Ocidental ( 4.808 metros ). Não à toa é o sonho de esquiadores e snowboarders. Não é difícil entender  que esta cidadezinha de 10 mil habitantes receba até 60 mil visitantes por dia durante o inverno e 100 mil durante o verão. A quantidade de ingleses chama a atenção. E não é de hoje. O que torna Chamonix tão especial não é apenas a grandiosidade do Mont Blanc. A região é famosa pelos enormes e impressionantes glaciares que formam gigantescas “línguas” de gelo no fundo dos vales.

Um passeio imperdível é conhecer o Mer de Glace (mar de gelo), acessível por um trenzinho que sai do centro de Chamonix. Além de belíssimo, ele também é um triste exemplo das conseqüências do aquecimento global. Nos últimos anos o bloco de gelo diminuiu de altura e tamanho e, hoje em dia, é preciso pegar uma gôndola, descer 200 metros e ainda andar outros 100 até alcançá-lo. Uma vez embaixo, é possível ver de perto e até tocar o gelo, além de entrar em seu interior através de túneis. Para esquiar ou praticar o snowboard há boas pistas. Mas quem está começando não deve esperar muitas opções, pois Chamonix é para iniciados. As gôndolas superiores levam os esquiadores até picos altíssimos. Lá de cima o panorama do Mont Blanc e seus arredores é arrebatador.

Vale Chamonix

É um contraste enorme subir desde Chamonix, no fundo do vale e chegar lá no alto onde o horizonte é formado por montanhas que estão a quilômetros de distância. Para escapar de roubadas de neve, o ideal é fugir da alta temporada (fim de Dezembro e fim de Fevereiro), para evitar filas nas cadeirinhas e gôndolas. Se você é um esquiador experiente contrate um guia que o acompanhará ao topo do Aiguille Du Midi (teleférico que sobe perto do Mont Blanc), para depois descer por caminhos fora da pista, que passam por cima dos glaciares.

É preciso ir muito bem equipado com grampões e arnês, pois os glaciares são cheios de crateras. Essa área está numa altura de 3.842 metros e é num vale que tem facilidades para visitantes mas não todos podem se aventurar por lá. Uma das regras em Chamonix é madrugar e subir a primeira gôndola às 8:30 da manha. As subidas de teleférico e descidas de snow são longas, o dia passa muito rápido. Os restaurantes são bons e acessíveis e a grande tentação são os quiosques de crepe doces.

Compartilhe: