Gaste pouco em pratos com estilo em Vegas

Las Vegas tem uma das maiores concentrações de restaurantes estrelados do Guia Michelin. Em alguns casos, os preços podem até ser mais atraentes do que se paga nas casas de primeira linha em São Paulo e no Rio. Oportunidade para investir em refeições refinadas assinadas por grandes chefs.

Caso do conceituado Joël Robuchon, que tem três estrelas da última edição do Michelin para o restaurante que leva seu nome, no MGM Grand. Saciar a fome no local requer disposição para desembolsar  pelo menos US$ 225. Mas logo ao lado, outro restaurante comandado por ele, o L’Atelier, tem menu a partir de módicos US$ 39. O clima é informal e a cozinha não decepciona.

Os hotéis, aliás, são boas opções para comer bem a preços razoáveis. O menu degustação do italiano Olives, no Bellagio, custa a partir de US$ 24  no almoço. Com uma mistura criativa entre pratos japoneses e peruanos, o SushiSamba, no The Palazzo, atrai pelos pratos saborosos como a ostra fresca, entrada que custa US$ 3,50.O ceviche de salmão com aspargos, rabanete, abacaxi e limão custa US$ 13 .

O Aureole, no Mandalay Bay Casino, cobra US$ 75  pelo menu com três pratos. Não tão barato, mas oferece um show à parte. No maior estilo show, garçons pendurados por cabos de aço buscam vinho na adega de 50 mil garrafas, espalhadas por quatro andares climatizados.

Na estrelada Daniel Boulud Brasserie, entradinhas custam a partir de US$ 12   e os pratos principais, na faixa dos US$ 46 . Entre as especialidades, o mega-hambúrguer com foie gras e trufas negras custa US$ 32 . Para bolsos privilegiados, o cardápio reserva extravagâncias como o caviar do Mar Cáspio: US$ 265   por 20 gramas. As sobremesas saem por US$ 10 . Aprecie os clipes performáticos, projetados de hora em hora na parede d’água.

Compartilhe: